Publicado em Deixe um comentário

Conheça as jóias lindas e mágicas da Fernanda Grizzo

Quando eu criei o GWS como site, uma das ideias que eu tinha muito forte era ter um espaço para garotas mostram seu talento e seus trabalhos. Por isso, desde o primeiro post, lá em 2008, fomos abertas a colaboração de texto, arte, fotos e o que mais desse na telha de meninas incríveis e talentosas. Quando “esbarro” por aí com talentos como o da Fernanda, fico muito feliz de ter esse espaço para divulgar e fazer com que o trabalho dela dela atinja mais pessoas.

Eu estava de bobeira no facebook quando surge na minha timeline uma foto maravilhosa de mãos “sujas” com anéis lindos com símbolos astrológicos e de planetas. Me apaixonei na hora e fui pesquisar mais sobre aquela imagem. E foi assim que conheci a designer de jóias mineira Fernanda Grizzo.

Ela nasceu em Uberlândia, Minas Gerais, mas já rodou muito o Brasil  por conta das transferências do trabalho do  pai. Atualmente ela está em São Paulo, décima primeira cidade que mora. Talvez por nunca parar em nenhum lugar da Terra, Fernanda se conectou tanto com os astros. Mas antes de decidir que queria ser designer de jóias, ela fazia psicologia e apesar de amar o curso, não se via sendo psicóloga e precisava encontrar uma profissão que desse a possibilidade de trabalhar com as mãos, de traçar sua trajetória sem necessariamente estar em um lugar fixo. Foi assim que escolheu a joalheria, e começou o curso no Instituto Europeo di Design em São Paulo, um curso que engloba desde a confecção manual das peças ao desenho, modelagem em 3D, criação de coleções, estudo de tendências, marketing e gemologia. É um curso bem completo para a formação de uma designer e não apenas uma ourives. Hoje ela faz jóias sob encomenda e também atende com uma loja online no faceboook e um instagram onde posta fotos do processo de confecção das peças.

Fernanda-Grizzo-

Ela trabalha principalmente com prata e outros metais como ouro, latão e alpaca, e sempre tenta trazer simbologias e energias para fortalecer, inspirar e dar suporte para quem compra. Tudo envolvido em um clima de magia, ocultismo, mitologia e elementos da natureza. “Tento sempre fazer a cliente lembrar do seu próprio poder e do poder do mundo que a cerca, usando a energia das pedras para balancear problemas e símbolos para fortalecer desejos”, diz Fernanda. Quando uma cliente tem algum problema específico ela pesquisa sobre as propriedades das pedras e escolhe a que melhor vai ajudar naquele momento. Incrível, né? Além disso, toda compra acompanha a tiragem de uma carta de tarô, como um conselho para o momento atual. Ou seja, você não está só comprando uma jóia bonita. Está sendo envolvida em um universo cercado de energias. Aliás as energias são essenciais no trabalho da Fernanda e ela mesma conta um pouco sobre isso:

“A natureza, a mitologia, as vertentes da magia e do conhecimento espiritual e religiões acabam me inspirando muito, são temas enormes, que carregam consigo todo o potencial de nos ajudar a encontrar nossa verdadeira vontade, e com isso levar vidas mais plenas e honestas com nós mesmo. Esse é um ponto crucial para mim, viver uma vida honesta consigo mesmo, por isso eu sempre tento usar os poderes e as propriedades das pedras para ajudar nos momentos de cada cliente, e tento trazer simbologias que evoquem o essencial, o que está por dentro, e por fora, a nossa conexão com a vida, a natureza e o sagrado. Despertar para si mesmo é uma revolução.”

Aposto que você já está morrendo de amores pelo trabalho da Fernada! Tô certa?

Curtiu o post? Que tal dar uma forcinha e ajudar a gente a divulgar o GWS? Dá um like, compartilha, um tuite também vale! :)

Ah, e pra saber mais do nosso universo encantado, é só seguir a gente nas redes sociais:

Instagram // Twitter // Facebook // Tumblr // Newsletter do GWS

assinatura_NUTA

Publicado em 9 comentários

Ser virginiana

virgem

 

Dia 23/08 damos início aos nascidos sob o signo de virgem. Virginianos esses seres mais mal compreendidos do zodíaco. A vida é cheia de contradições e ser virginiano talvez seja uma das maiores provas disso. Gostamos de resumir, definir, rotular e separar tudo em uma ordem imaginária (às vezes não tão imaginária assim), mas nós mesmos somos bem complicados para descrever em algumas palavras.

Quem nunca leu por aí que virginianos são discretos? De quebra, com a descrição, textos dizendo que adoramos looks caqui e acessórios pequenos e discretos. Eu nunca conheci um virginiano com um estilo discreto. Já conheci librianos, capricornianos e até geminianos, mas jamais um virginiano.

Eles precisam de assinatura, de características marcantes, precisam mostrar pro mundo que são fortes e entendem a importância da linguagem estética. Precisam do bigode do Freddie Mercury, dos cabelos de Amy Winehouse das jaquetas de Michael Jackson, da ruivice de Shirley Manson. Todos esses, claro, virginianos.

Constumo dizer que virginianos são uniformizados dentro da sua própria extravagância. Enquanto ao longo dos anos, a maioria dos signos muda de cabelo, de estilo e de opinião, o virginiano permanece imutável. Pro mundo, uma pessoa segura, certa de todas as suas escolhas, muito certo de quem é. Virginianos não são apenas fervorosos quanto ao que acreditam, eles costumam refletir e pesquisar bastante sobre o assunto e não são de fugir de uma discussão. Virginianos são grandes observadores e facilmente dominam um debate e também podem ser bem persuasivos.

Contraditório são os virginianos. Porque sim, somos discretos. Aquela pessoa mais alegre e comunicativa da festa, com o vestido vermelho, teve que respirar fundo antes de sair de casa e enfrentar o mundo. Somos cheios de medo e inseguranças. De sermos julgados, de sermos rejeitados, das pessoas perceberem que não somos tão bons quanto gostaríamos de ser. Às vezes tudo que um virginiano quer é passar batido e não ser notado, mas sua grande armadura não é sumir na multidão e sim, se destacar nela.“Quanto mais insegura me sinto, maior tem que ficar meu cabelo”, já dizia Amy. Contraditório, né? Pois é o que somos.

Passamos a vida inteira em busca da perfeição e temos certeza absoluta que só nela se encontra a felicidade. Virginianos são constantemente considerados fúteis. Thom Yorke pode ser até libriano, mas soube cantar como ninguém a agonia virginiana. “I wanna a perfect body, I wanna a perfect soul”.

Os virginianos têm um alto nível de exigência pessoal, repetindo rituais quantas vezes forem necessários, na busca da perfeição. Pretty hurts, já dizia a virginiana Beyoncé. Essa busca pela perfeição é o grande ponto fraco dos nascidos sob esse signo, pois se concentram muito no objeto e esquecem do todo, perdendo a visão universal das coisas. Tá aí Michael Jackson que não me deixa mentir.

A maioria das pessoas não entende que essa busca, não é tão fútil quanto parece. O excesso de criticismo e minúcia, nada mais é do que um eterno desejo inconsciente para chegar mais perto da própria elevação, do divino, pois entendem que sendo perfeitos estão mais próximos de Deus. Afinal, Shaka era o cavaleiro mais próximo de Deus.

Parecem frios e interesseiros, cobrando muito dos outros, mas principalmente de si mesmos. Procuram se rodear de pessoas úteis, com qualidades que eles não possuem, porque acreditam que construir e melhorar faz parte do sentido da vida. Não são fãs de namoro grude, de chamego exacerbado, nem de colo de mãe, mas contraditório que só eles, são campeões em relacionamentos de dependência do tipo mais doentio possível.

A dependência física pode ser pequena, mas a emocional é gigantesca até o momento que isso… Muda. Virginianos podem parecer cruéis por causa da facilidade com que se desapegam, mas o lado analítico deles não permite que se aborreçam por muito tempo.

Mas não se engane: Virginianos amam demais. Do jeito deles, meio frios, meio distantes, mas demais. Talvez um dos signos mais família do zodíaco. Apenas mais uma contradição.

Virgem é regido por Mercúrio, Hermes na mitologia grega. O mensageiro dos deuses, aquele que transitava entre o céu, a terra e o inferno. “As above so below”.  Um dos signos mais carismáticos do zodíaco na verdade são eternos eremitas e constantemente preferem a compania deles mesmos.

Um viajante solitário. Entendem que a alegria é tão importante quanto a tristeza. E vivem intensamente os dois sentimentos.

Eu sou virginiana. Da pior espécie. Sou chata, arrogante, crítica, insegura, ansiosa, hipocondríaca, reservada, eterna insatisfeita. Sou apaixonada, dedicada, fiel, carismática e comunicativa. Tive uma dificuldade imensa de descrever as qualidades. Por isso que claro, não entendo leoninos.

Curtiu o post? Que tal dar uma forcinha e ajudar a gente a divulgar o GWS? Dá um like, compartilha, um tuite também vale! :)

Ah, e pra saber mais do nosso universo encantado, é só seguir a gente nas redes sociais:

Instagram // Twitter // Facebook // Tumblr // Newsletter do GWS

assinatura_NUTA