fbpx

O que é o método Chá de Autoestima, como começou e porque participar.

O projeto é pessoal demais pra mim e quero muito que você saiba como ele nasceu de forma genuína, de coração, com muito amor e verdade porque falar de autoestima e amor próprio é algo que tenho consciência que é delicado demais.

 

Nuta Vasconcellos na palestra Chá de Autoestima na Casa Ipanema

 

Como essa história começou e como ela está se construindo? E por que eu acho que funcionaria pra você?

Eu escrevo sobre autoestima e questões bem pessoais da minha vida desde criança. Sempre gostei de escrever. Redação, histórias, diários e cartas. Escrever sempre me pareceu uma forma de criar uma nova realidade, de organizar os pensamentos, de me entender melhor e, muitas vezes, liberar minha raiva e frustração. Escrever sempre foi minha válvula de escape, um trabalho meu comigo mesma e não era algo que eu pensava em compartilhar com o mundo.

Quando o GWS (nosso antigo blog) começou em 2010, não imaginei que falar sobre mim ou questões mais profundas da minha relação com meu corpo, minha história de vida, relacionamentos, inseguranças… seria interessante, inspirador ou causaria algum impacto positivo em alguém.

Eram outros tempos. Não existia influencer e ter blog e escrever, publicar e ter leitoras, público, era uma novidade. Um certo teste e todo mundo que começou naquele tempo, um pouco antes, um pouco depois, começou se jogando em algo desconhecido.

Eu escrevia e publicava sobre moda, sobre filmes, sobre música… Até que um dia, em 2010 eu escrevi um texto sobre a minha relação com meu corpo e resolvi publicar. Eu “pari” esse texto, depois de uma pergunta (daquelas que a pessoa só tá tentando te ofender mesmo) no finado Formspring, o Curious cat do meu tempo de juventude.

Foi um texto meio tímido, meio me sentindo nua em frente a pessoas que eu nem conhecia, mas eu publiquei o sobre ser gorda e se vestir bem… em 11 de agosto de 2010.

Nesse momento, eu tive a maior prova do poder da ressignificação (tecla que eu bato tanto no Chá de Autoestima), eu transformei algo com a intenção de me ofender e me machucar, em um texto honesto, forte, de peito aberto, que ajudou muitas meninas. Esse texto foi um divisor de águas pra mim e pro GWS. Foi nesse momento que tive uma resposta incrível de leitoras e eu percebi o quanto era importante falar sobre autoestima. E que eu poderia dar voz e ajudar muita gente apenas, escrevendo.

Depois desse texto, muitos outros nasceram e foram transformadores pra mim e para muitas leitoras. Muitos deles, com temas que levanto no Chá de Autoestima, como:

 

Produtos do GWS e Chá de Autoestima

 

Por que eu decidi trabalhar com autoestima?

Eu resolvi falar sobre autoestima pelo motivo mais óbvio: Eu passei a vida inteira lutando muito para desenvolver essa coisa que tanto ouvia falar, o amor próprio. Tive uma infância marcada pelo abandono e perda, uma adolescência em que eu me sentia rejeitada, feia e incapaz e uma juventude com relacionamentos abusivos, transtornos alimentares e de imagem.

Na fase adulta tive que encarar 3 anos lutando contra uma cirurgia mal sucedida, 16 dias de hospital, com um diagnóstico que não descartava uma possível infecção generalizada, como eu contei no texto “Eu fiz uma mamoplastia redutora”.

Aos poucos eu fui aprendendo a transformar minhas fraquezas em pontos fortes. A entender que situações positivas também podem ter origem em acontecimentos ruins. A ver minha história por um ângulo diferente, a ter autorresponsabilidade pela minha vida e meus sentimentos.

E não ter medo, nem vergonha de ser tudo que eu sou e que eu quero ser. Coisas que mudaram (e mudam a cada dia) minha relação com o espelho, com a minha capacidade, com meus relacionamentos e com meus sonhos.

E foi da junção desse desenvolvimento em mim e da resposta de vocês com meus textos e também com o de projetos como o #TerçaSemMake, lançado pelo GWS em 2014, que eu decidi que queria fazer algo maior. Que precisávamos fazer algo maior.

Em 2016 eu e a Marie começamos a desenvolver o projeto que nasceu em 2017. Ele nasceu porque eu não queria mais só falar de autoestima. Eu queria de fato apresentar ferramentas, exercícios e uma metodologia para quem quisesse entrar em uma jornada de autoconhecimento e amor próprio. E foi assim que o Chá de Autoestima surgiu. Depois de muito estudo, testes e aprofundamento. Eu fiz cursos, eu li livros, eu conversei com muita gente, eu fiz pesquisas.

Esse projeto nasceu do desejo de potencializar outras mulheres. Se eu consegui me amar mais e conquistar coisas que me pareciam impossíveis, eu acredito que você também consegue.

 

Nuta Vasconcellos na palestra Chá de Autoestima na Casa Ipanema

 

Como sabemos que falar de autoestima não é simples e que a gente precisa arrancar do corpo e da mente várias camadas de insatisfação, convicções, medos, vergonha… e é por isso que resolvemos desmembrar o conteúdo do Chá de Autoestima em três níveis:

  • Nível Camomila:

É o primeiro passo da jornada. Começou como uma palestra presencial, mas hoje é feito de forma online, em um encontro ao vivo, com duração de 2h onde apresentamos uma ampla visão do que é autoestima. Aqui, entendemos todos os aspectos da estima pessoal e como ela afeta não só nossa relação com o espelho, mas também nossas relações, nossas metas, rotina e sonhos.

O nível Camomila tem como objetivo te deixar mais atenta e desperta dos gatilhos positivos e negativos. Te apresentar ferramentas para começar a construir uma atitude mais positiva sobre seu corpo, suas roupas e sua capacidade física e emocional com ferramentas que, de fato, funcionam para melhorar a sua percepção de você mesma e dar início a mudanças que você pode estar postergando.

  • Nível Hibisco

Nosso curso online, com 5 módulos sobre como a autoestima afeta diferentes áreas da nossa vida. O curso é todo gravado e apresentado na Hotmart. Abrimos turmas periodicamente e o acesso é válido por um ano.

Uma aula é dedicada a explicar o que é autoestima de verdade e como podemos começar a construí-la, e as outras são sobre nossa relação com corpo, dinheiro e trabalho, relacionamentos amorosos e moda. Cada módulo tem a participação de especialistas em cada área e também tem e-books com exercícios.

  • Nível Jasmim

Começou como “intensivo:, por ser realmente intenso! Também era feito presencial e foi adaptado para o online. É um encontro mais íntimo com duração de aproximadamente 8 horas e apenas 6 participantes. É um mergulho profundo nas questões individuais de cada uma, com apostila e exercícios práticos para estimularmos o autoconhecimento e mudança de mindset.

Nesse momento, traçamos metas alcançáveis para mudanças reais, rumo a construção de uma vida com amor próprio e realizações.

 

Para saber sobre datas e novas turmas, a melhor forma é assinar nossa newsletter, ficar ligada nas redes ou entrar no nosso canal do telegram.

 

Nuta Vasconcellos na palestra Chá de Autoestima na Casa Ipanema

 

O Método Chá de Autoestima vai te mostrar que tudo que destrói a nossa autoestima são fatores externos e tudo que precisamos para reconstruí-la está dentro de nós e que tem muita coisa sobre nós mesmas, nossa força interior que ainda não despertamos.

Tenho certeza que será o começo da sua jornada para despertar uma visão mais positiva e otimista de você mesma, da sua realidade e fará você dar início a mudanças que parecem nunca sair do papel.

Te espero na próxima turma!

— ♥ —

Veja também

Copyright © 2023 Chá de Autoestima. Todos os direitos reservados. CNPJ: 97.541.406/0001-13