fbpx

Se você vive no mesmo planeta que eu, provavelmente é diariamente bombardeada com inúmeras possibilidades de alimentação detox: uma semana vivendo de suco, jejuns, hot yoga e por aí vai… Alimentação é muito importante para a saúde do corpo e da mente e é importante estar atenta com tudo aquilo que entra no seu corpo, afinal devemos nos cuidar com amor, sempre.

Mas eu acredito que alimentação não é apenas aquilo que se come. Alimento é tudo aquilo que te mantém e te sustenta. O ar que respiramos, o tipo de pensamento que temos, os sentimentos que nutrimos, o que escolhemos para estar em contato com nossos cinco sentidos, tudo isso pra mim, é alimentação. De que adianta tomar seu suco verde enquanto assiste as tragédias no noticiário? Não existe clorofila suficiente capaz de inibir toda a negatividade que vai te alimentar nesse instante. No momento das refeições é essencial estar presente. Sentir cada garfada, estar conectada com a comida.

Imagina se você decide conciliar uma tarefa importante com a televisão, celular, com os stories do Instagram… fica impossível perceber o momento presente, certo? Ao comer, é a mesma coisa. É preciso sentir a textura, cheiro, observar o nosso prato, usar todos os sentidos e apreciar o momento. Você já almoçou de frente para o Netflix com os olhos vidrados e quando se deu conta, o prato estava vazio e você nem sequer se lembra do sabor da comida? Sensação de completo desperdício.

Quando nos conectamos de verdade com os alimentos e construímos uma relação com eles, entendemos também a importância de sair do pensamento que carregamos desde muito novas, onde usamos os alimentos como recompensa ou punição. Precisamos mudar nossa relação com a comida.

Também é muito comum ver pessoas preocupadas com a alimentação, preocupadas em praticar atividades físicas, na busca de uma vida mais harmônica, mas sem atentar aos cosméticos. Não há diferença entre o que se come e o que se passa na pele, vai tudo para a corrente sanguínea. Por isso, cuidado ao escolher um montão de produtos com números e letras indecifráveis como ingredientes. Você comeria derivados do petróleo? Pois saiba que você, provavelmente, passa isso na sua pele, não apenas petrolatos, mas também silicone, parabenos (além de extremamente alergênicos, há estudos que os ligam ao envelhecimento precoce da pele e ao surgimento de células cancerígenas).

Não estou falando para você abandonar seus produtos favoritos. Mas existem  tantas opções naturais de produtos de beleza, além dos produtos artesanais e orgânicos. Temos o maravilhoso mundo dos óleos vegetais puros, infinitos tipos de argila, esfoliação com café, açúcar, sal. Dar uma chance para produtos um pouco mais naturais e atentar aos ingredientes é algo simples e muito possível.

Uma outra coisa que me choca é a banalização quanto ao uso de cosméticos falsificados, especialmente maquiagens. Sempre me impressiono como alguém pode, tranquilamente, passar na pele um produto cujos ingredientes são completamente desconhecidos, não passam por fiscalização de órgãos reguladores e sequer sabemos como e onde são feitos.

Já há provas que muitas dessas falsificações que a internet gosta de amenizar chamando de “réplica”, contém componentes que jamais deveriam estar em contato com nossa corrente sanguínea, como mercúrio, arsênio e até mesmo xixi de cavalo. Há registros fotográficos mostrando algumas dessas fábricas clandestinas e os ambientes de produção são completamente insalubres, a maioria de nós não se sentiria confortável em fazer uma refeição naquele lugar, imagina só produzir cosméticos!

É curioso o quanto nos preocupamos com a aparência da pele, mas raras vezes paramos para pensar o que estamos colocando para dentro do nosso corpo.

Então no seu próximo detox, que tal cercar-se de música boa, que acalme o espírito, belezas naturais e ar puro e, de quebra, experimentar um SPA Day de produtos naturais? Dica: há cosméticos incríveis na sua cozinha!

— ♥ —
Veja também

Copyright © 2021 Chá de Autoestima. Todos os direitos reservados.