fbpx

Esse assunto rende, afinal nosso prazer é algo muito plural. Mas como podemos fazer da masturbação feminina, uma ferramenta não só de prazer, mas também de autoestima?

O que mudaria se você se tornasse ainda mais íntima do seu corpo? Sua voz interna honrando cada parte de você. O espelho orgulhoso do que reflete. Seus braços envolvidos no próprio abraço acolhendo quem você é.

O encontro com a nossa intimidade é a manifestação mais pura de quem nós realmente somos, sem cortinas de fumaça. Porém, nossa intimidade costuma acontecer de portas fechadas, luzes apagadas e em sussurros, como se fosse um segredo.

Passamos correndo na frente do espelho antes de entrar no banho. O sexo é rápido, no escuro. A masturbação feminina é mecânica, para aliviar a tensão antes de dormir. Assim, nos afastamos do nosso corpo, mesmo vivendo dentro dele. Mas não precisa ser assim.

É importante ouvir os sinais do seu corpo, se reconectar com ele e existe sim um caminho para essa reconexão com a nossa intimidade. Ele começa por despir nossos medos, vergonhas e inseguranças na frente do espelho. Passa por conhecer nosso corpo melhor do que ninguém. E pode nos levar a sensações e descobertas de nós que revelam nossa força, coragem e autoestima.

Esse caminho passa também por desconstruir a masturbação para que ela seja ferramenta de autodescoberta, autoamor e autorresponsabilidade pelo nosso próprio prazer.

Na próxima vez que entrar no banho, pare no espelho e observe. Vire-se de costas, de lado ou abra as pernas. Conheça cada centímetro de você. Chame seu corpo pelo nome. Vagina, clitóris, lábios externos, lábios internos, abertura da uretra e ânus. Quando damos os nomes para cada parte da nossa região íntima, podemos diferenciar com mais precisão a função de cada órgão, o que nos gera prazer e onde está localizado.

Sinta a leveza nas costas de não carregar mais tantos medos. Você é responsável pelo seu próprio prazer e desvendar sua sexualidade é um processo pessoal. Viver o erótico é exercitar nossa sexualidade na vida.

Microprazeres para você testar hoje:

ESPREGUICE-SE E ALONGUE os braços e as pernas. Faça o movimento que seu corpo desejar. Ai, que gostoso, né?

ACARICIE SEU CORPO enquanto você passa hidratante (ou óleo de semente de uva!) sem pressa.

ACARICIE OS LÁBIOS EXTERNOS ao redor do clitóris. Descubra novas sensações da sua vulva. Nem todo prazer vem da pressão direta ao clitóris.

Que partes do seu corpo te dão prazer e quais te pedem mais disso?

Quando assumimos o compromisso de nutrir a nossa autoestima, sabemos que vamos percorrer vales de dor, enfrentar memórias e buscar nossa cura. Mas a autoestima também é nutrida de outras formas. Uma delas é o prazer. Ele, aprendemos sobre liberdade. Quando nos permitimos sentir, aprendemos sobre autocuidado. Quando tocamos nosso corpo, aprendemos mais sobre nós.

Quer fortalecer sua autoestima através do prazer? Baixe gratuitamente o ebook “Autoestima e Prazer” uma parceria Lilit e Chá de Autoestima. Por lá além de conversarmos sobre sexualidade, prazer, autoestima e masturbação, você também encontra um cupom de desconto para usar aqui na nossa loja virtual e também na Lilit!

Permita-se sentir. 

Veja também

Copyright © 2021 Chá de Autoestima. Todos os direitos reservados.