fbpx

O Sagrado Feminino é o conceito que diz sobre a conexão da mulher com sua essência divina. O feminino é sagrado por si só, porque carrega a energia da criação, da conexão entre o etérico e o físico, entre o céu e a terra.

 

sagrado feminino

Ilustração: Harriet Lee Merrion

 

Nós mulheres somos detentoras de um poderoso portal energético. O útero e seu sistema reprodutor nos fazem capaz de manifestar, no plano físico, o espírito do Ser cósmico e trazer esse Ser para uma experiência no planeta Terra, enquanto ser humano.

Além disso, mulheres são as precursoras da criatividade sendo pioneiras nos trabalhos de manipulação de materiais naturais ressignificando-os e dando utilidade para eles (cerâmica, tecelagem, cozinha e etc). Somos, em síntese, as representantes dos propósitos superiores, da energia de renovação e “plasmação” dos planos e direcionamentos divinos para o planeta e todos os seres.

Nossa energia motriz é o amor incondicional, pois temos uma ligação íntima com a Terra enquanto Ser energético. Assim como Gaia (um dos nomes dado ao espírito do planeta Terra), temos em nós um ciclo natural mensal que se assemelha às estações do ano, e que nos guia nessa dança entre poder criativo, morte, renascimento, acesso ao oculto, invisível e inconsciente nos dando uma natureza mais selvagem.

Estamos vivendo um momento de resgate do feminino e esse caminho tem como proposta a reconexão da mulher com a sua essência. Essa jornada possibilita e aprofunda processos de purificação e cura, de bloqueios e padrões que nos impedem de manifestar o melhor da nossa energia, re-integrar conhecimentos ancestrais ao nosso dia-a-dia, equilibrar e despertar o amor em nós e em tudo o que fazemos.

Como vivemos no mesmo planeta, em uma mesma rede, o despertar de uma mulher contribui para o despertar de uma outra mulher, de uma próxima e assim por diante. Esse movimento independe de rituais, símbolos ou mitos em comum. Depende apenas de um sentimento, de um propósito e de um mesmo senso de divindade, soberania e união. É muito importante que nós mulheres, independente de raça, orientação sexual, crenças religiosas e políticas enxerguemos umas as outras como irmãs e como partes integrantes do mesmo propósito divino.

No Brasil existem cursos, encontros e festivais direcionados a esse universo onde mulheres de várias regiões vão em busca de conhecimento, vivências e partilhas. Entre eles estão os festivais Encontro Brasileiro do Sagrado Feminino e o Festival Sul Americano dos Sagrados Saberes Femininos, onde são formados círculos de mulheres para partilhas de histórias e conhecimento, práticas como temazcal, vaporização do útero, uso de ervas e cristais para curas, dança circular e ginecologia natural são ensinados e praticados pelas chamadas mulheres medicinas e abuelas – termo indígena sul americano que se refere à sacerdotisas anciãs das tribos -. 

Há também perfis de mulheres incríveis como Xamanizando, Danza Medicina, Sacerdotiza Alquimia, Magna Mater e Hou Hou Tatuagem  que compartilham online os saberes desse feminino sagrado, aproximando esse universo de cada vez mais mulheres.

O foco não é na formação de uma doutrina, mas sim, de um despertar individual, porém coletivo. A mulher contemporânea que ingressa (de volta) no caminho do Sagrado Feminino passa a acreditar mais em si mesma, a retomar seu poder pessoal e a enxergar nos diversos aspectos das Deusas, faces dela mesma.

Existe algo mágico em estar num círculo de mulheres compartilhando experiências e apenas aproveitando a presença umas das outras. Se você sentir esse chamado, te garanto que ingressará num caminho sem volta, porque estará cada vez mais indo de encontro com a sua própria casa.

 

— ♥ —

Por Carolina Almeida:

Veja também

Copyright © 2021 Chá de Autoestima. Todos os direitos reservados.