Publicado em Deixe um comentário

Conheça os acessórios da Paolla Falcão: Lindos, místicos e exclusivos

Tem muita gente que quando me encontra por aí, diz que falamos pouco de marcas aqui no GWS. De fato, isso é uma verdade. Mas deve ser porque somos chatas mesmo. Pra gente falar de alguém tem que rolar identificação, temos que curtir a filosofia da marca, achar as peças de fato incríveis e inovadoras e com uma proposta bacana. Por isso, eu não pensei 2x antes de fazer esse post sobre as peças da carioca Paolla Falcão.

paolla-falcão-acessorios2

Conheci a Paolla na época em que ela era sócia da Fê Guimarães na, também incrível, e super criativa marca de acessórios Can Can. Depois que a Fê escolheu São Paulo para viver, ficou complicado seguir com a sociedade e então a Paolla decidiu tocar uma marca própria, que leva seu nome. Ela me contou que sempre foi apaixonada por acessórios e que faz bijouxs já tem 8 anos. Mas no começo era só por prazer. Fazia para as amigas, mãe, tia… Porque o que ela gostava era de trabalhar com as mãos. Por conta da paixão, Paolla fez alguns anos de ourivesaria e então decidiu de fato que deveria levar esse amor mais a sério. Ela já forneceu para marcas como Farm, Garimppo, Qguai, Isabela Capeto e até para a própria Can Can (essas peças inclusive ficaram maravilhosas!), mas seu sonho é conseguir viver somente da sua marca, com seu nome. As pedras são muito presentes no seu trabalho, em quase todas suas peças. Fora as pedras, na marca você encontra muitas referências africanas e étnicas. Eu acho o trabalho da Paolla um respiro do mais do mesmo que vemos por aí. Os acessórios têm muita personalidade e a pessoa Paolla também é incrível. Super estilosa e ousada, como suas peças.

Se você já tá louca pra comprar uma peça da Paolla, segura que a gente te diz como. Ela ainda não tem site, nem loja online (mas isso vai mudar em breve) então dá uma olhada no instagram dela e se você curtir algo (ou tudo) é só combinar com ela um esquema que ela aceita depósito bancário.

Quem aí já tá super apaixonada e querendo tudo?

Curtiu o post? Que tal dar uma forcinha e ajudar a gente a divulgar o GWS? Dá um like, compartilha, um tuite também vale! :)

Ah, e pra saber mais do nosso universo encantado, é só seguir a gente nas redes sociais:

Instagram // Twitter // Facebook // Tumblr // Newsletter do GWS

assinatura_NUTA

Publicado em Deixe um comentário

Conheça a Flow, marca de acessórios que nós tanto amamos

lançamento_flow_acessorios

A Flow já faz parte da “família GWS” há muito tempo. A Laurinha, uma das sócias, foi uma das garotas mais bombadas da tag “10 Coisas“, além de ser uma das marcas que faz o maior sucesso na Loja GWS.

Por isso, quando ela nos chamou para o lançamento da loja nova, coleção e do site, não poderíamos deixar de ir. Usamos e recomendamos muito. As coisas são todas desenhadas e feitas pela Laura, que é o talento e fofura em pessoa. A parte de negócios fica com a Gabi, outra querida e muito competente.

Mas vamos deixar de blá blá blá e mostrar tudo com as fotos que fizemos. Temos certeza que vocês também vão sair deste post apaixonadas querendo todas as bijus.

FLOW ACESSORIOS CAROL NUTA

lançamento_flow_acessorios_brincoslançamento_flow_acessorios_pulseiraslançamento_flow_acessorios_aneislançamento_flow_acessorios_brincoslançamento_flow_acessorios_braceletegws_carol_nuta

*Nós tentamos muito tirar uma foto boa juntas, mas não rolou.

E aí, curtiu as coisas? Alguém já conhecia a marca?

Quem quiser saber mais, segue a Flow aí: Site // Facebook // Instagram

O ateliê fica no Rio, em Ipanema: Rua Visconde de Pirajá, nº 550, sala 407

 

 

assinatura-Carol_11

Curtiu o post? Que tal dar uma forcinha e ajudar a gente a divulgar o GWS? Dá um like, compartilha, um tuite também vale! :)
Ah, e pra saber mais do nosso universo encantado, é só seguir a gente nas redes sociais:

Instagram // Twitter // Facebook // Tumblr

Publicado em Deixe um comentário

A volta do chapéu Flopy e a nova marca Nath Hats!

chapeu-floppy

Em 2009 rolou um super boom de chapéus! Quem lembra? Naquele tempo os modelos mais bombados eram o Fedora e o Panamá, mas não demorou muito para outros modelos caírem nas graças dos fashionistas e estilistas que começaram a investir em chapéus em suas coleções. Daí veio o Canotier, o Coco, o Flopy… E usar chapéu voltou a ser cool.

Esse boom está acontecendo novamente! Só que desta vez, a grande estrela é o modelo Flopy. Este tipo de chapéu tem como principais características a parte superior arredondada, aba grande e flexível. Na realidade, esta aba costuma ser mole, formando ondulações, em sua estrutura, o que dá todo o charme. Mas alguns modelos de Floppy possuem essas abas um pouco mais estreitas ou mais firmes. Os materiais com que são feitos geralmente são o feltro, palha ou outros que possibilitem flexibilidade. O modelo virou hit nos anos 60, graças a musa Brigitte Bardot e desde então, vai e vem no mundo da moda. O que eu mais gosto no Flopy é a capacidade que ele tem de ser descolado e ao mesmo tempo, mega chic, vocês não acham? O floppy  já foi muito popular por causa da sua carinha boho, mas acho que essa volta dele tem muito a ver com a vibe mística que anda rondando a moda.

chapeu-floppy-2

Se você ainda não tem o seu, pode ter certeza que você vai ficar morrendo de vontade de ter um quando as coleções de inverno começarem a chegar nas lojas. Quase todas as marcas investiram no Flopy, uma delas foi a Karamello (que aliás já dei uma espiada no inverno da marca e está super lindo) e a novata no mercado Nath Hats.

Conheci a Nath, uma carioca que hoje vive no interior de São Paulo, em 2012 por causa do blog dela, A Produção e por causa das habilidades dela de montar looks incríveis, sempre fiquei ligada nas suas redes sociais #stalkerfeelings. E foi assim que conheci a nova empreitada da moça, o Nath Hats.

Nath me contou que sempre foi apaixonada por chapéus e que quis criar com a Nath Hats, sua marca exclusiva de chapéus, um conceito próprio, inspirado em ícones históricos, adaptando modelos clássicos em releituras lúdicas. Nath cuida pessoalmente de cada modelo. Da elaboração, da confecção, da pequena customização que ela faz questão de fazer: O nome da dona (ou dono) bordadinho no interior do chapéu, deixando cada modelo mais exclusivo e especial.

chapeu-floppy-nath-hats-nuta-usando

A marca ainda é super novinha! Começou no final de 2013 e a produção começou mesmo a mil no comecinho desse ano. Nath sempre amou chapéus, mas a um ano atrás quando saiu do Rio de Janeiro para morar com o namorado no Rancho do Paioleiro em uma cidade de interior com cultura de chapéu no dia a dia da roça, foi que ela percebeu que precisava fazer uma pequena coleção e começar a desenvolver modelos clássicos com a pegada dela. “Comecei a estudar sobre o assunto durante 1 ano e resolvi postar alguns modelos no instagram. A procura foi tão grande, que  agora já estou com o atelier Nath Hats na cidade de São Bento do Sapucaí, SP. Vivo esta vida de filme nas montanhas com chapéus para cima e para baixo! A paixão pela cultura usual dos chapéus na história me levam sempre a querer desenvolver mais e mais.”

Atualmente o Nath Hats tem quatro modelos, um dos modelos mais populares (e lindos) da marca é o Bardot Cult, pelo nome vocês já devem ter percebido que é uma releitura do clássico Flopy usado por  Brigitte lá nos anos 60.  Eu fiquei super apaixonada e garanti o meu! Achei que seria legal compartilhar com vocês o talento dela e também a vontade e a coragem que ela teve de correr atrás do seu sonho. Pra saber mais sobre a marca, é só entrar no instagram: Nath_Hats.

E vocês? Gostam do Flopy?

Curtiu o post? Que tal dar uma forcinha e ajudar a gente a divulgar o GWS? Dá um like, compartilha, um tuite também vale! :)
Ah, e pra saber mais do nosso universo encantado, é só seguir a gente nas redes sociais:
Instagram // Twitter // Facebook // Tumblr

 

assinatura_NUTA

 

Publicado em Deixe um comentário

Bolsa saco é a aposta da vez!

A Bucket Bag, também conhecida como bolsa saco voltou com tudo. O modelo que foi hit nos anos 90 foi criado em 1932 pela grife Louis Vuitton e logo virou ícone da marca. O modelo além de versátil por ser capaz de se adaptar a diversos estilos, aplicações, materiais, tamanhos e tendências, é conhecido pela sua grande capacidade de armazenamento. A própria Vuitton, por exemplo, possui hoje 3 modelos diferentes, incluindo um novo modelo com alça comprida que pode ser usada na transversal. A bolsa mais desejada do momento, a colombiana Wayuu Bags também é uma bolsa saco.

bolsa-saco

Apesar de ser um modelo com uma pegada street, a bolsa saco também funciona para night e eventos mais formais. É só investir nas nas versões menores, com alças mais curtas.

Jennifer Lawrence é uma das famosas que investe no modelo e segue a linha descolada e cool. A TOP Miranda Kerr também não larga a sua “Diego”, modelo criado por Alexander Wang e uma das “bucket bags” mais populares do momento.

Na minha opinião, o modelo tem naturalmente uma carinha boho, então acho super válido ter no armário uma com franjas, bem hipponga. Alías, esse tipo de bolsa saco tem todo o clima western, que podem anotar aí, tá voltado com força total.

vitrine-cupons-magicos

– ASOS Leather Duffle Bag With Fringing £45.00

– ASOS Quilted Duffle Bag With Chain Handle £18.00

– MARISA Bolsa saco metalizada R$49,99

– MARISA Bolsa saco com ilhós R$49,99

– ALEXANDER WANG Diego Bag R$5290

Antes de comprar qualquer coisa online, dou uma conferida pra ver se tem algum desconto ou promoção no site Cupons Mágicos, que oferece cupons das principais lojas onlines no Brasil e algumas gringas. Entre elas a Marisa, ASOS e Farfetch. Geralmente sempre rola um cupom bom, como esse cupom Dafiti. Fica a dica.

Quem vai investir na bolsa saco?

Curtiu o post? Que tal dar uma forcinha e ajudar a gente a divulgar o GWS? Dá um like, compartilha, um tuite também vale! :)
Ah, e pra saber mais do nosso universo encantado, é só seguir a gente nas redes sociais:
Instagram // Twitter // Facebook // Tumblr
 
 
assinatura_NUTA
 
selo_publipost_gws