Publicado em Deixe um comentário

Por que as Kardashians são sinônimo de empoderamento e poder feminino e de quebra: A coleção da Kim para C&A

Acho que não é novidade pra ninguém que me segue em alguma das minhas redes sociais pessoais que eu adoro a família Kardashian/Jenner e que Kim Kardashian é uma musa e inspiração. Mas já ouvi algumas vezes, “Se você curte tanto elas, por que nunca fez um post?” A verdade, verdadeira é que eu estava sendo preconceituosa. Quase sempre fui levada a acreditar pelo meu ciclo social que gostar das Kardashians era quase um desvio de caráter. Tudo bem, posso tá exagerando, mas sempre ouvi por aí que não entendiam por que eu gostava delas e aí, eu sempre achava que a maioria das leitoras daqui não iriam curtir nenhum post sobre a família.

gws-kardashians-empoderamento

Mas aí eu comecei a pensar o quanto as Kardashians tem, e muito, a ver com muita coisa que a gente fala por aqui: Como empoderamento, machismo, sexismo, preconceito, gordofobia, slut shaming e claro, porque não, moda. Curtindo ou não a família é inegável o poder que elas tem. Digo elas porque mesmo sendo uma família com homens, o poder é feminino, a liderança é feminina. Será que já não começa aí a implicância com elas? Como pode, a família mais rica e poderosa do mundo no momento ser matriarcal? Basicamente composta por três gerações de mulheres lindas, bem sucedidas, seguras de seus corpos e opiniões? Pode ter certeza, isso incomoda muita gente. “Mas o que elas fazem? Não entendo porque são famosas”. Pra começar, se em pleno 2015 você ainda não entendeu que nada, nada gera mais interesse no ser humano do que a vida do outro, se atualiza. Reality shows são praticamente o que mantém a TV funcionando. Existem realitys de tudo gente. Do cara que faz bolo, de gente presa dentro de uma casa por 3 meses, de viagem, até caras que reformam banheiro. Se tinha uma coisa que Andy Warhol estava certo, era sobre o 15 minutos de fama que todos nós teríamos no futuro. Vivemos a era dos realitys, dos vloggers, das redes sociais. O que você faz no instagram quando compartilha sua comida, seu tédio no twitter ou sua roupa nova no facebook, nada mais é que um Keeping Up With The Kardashians com baixa audiência. Por que elas são condenadas por fazer algo que hoje em dia, todo mundo faz? Aliás, a gente faz de graça, e ainda perde um tempão pra achar o melhor ângulo da selfie.

De estrela de reality show elas viraram empresárias, donas de marcas, musas das grifes mais poderosas do mundo, super modelos, capas de revistas conceituadas. “E tudo começou só porque uma delas fez uma sex tape”. Pra mim esse comentário que está carregado de slut shamming só prova o quanto Kim é poderosa. Porque ir de estrela de filme pornô caseiro, estrela de reality, para capa da VOGUE não é para qualquer uma, MESMO.  É inegável como ela, assim como Kris Jenner, sua mãe e empresária de toda família souberam dar cada passo, muito bem calculado e Kim, assim como suas outras irmãs, estão cada vez mais poderosas.

Mas mulher poderosa e bem resolvida sexualmente incomoda. É só passear por qualquer rede social de qualquer uma delas para ler comentários como “puta”, “piranha”, “toma vergonha na cara, você é mãe”. A sexualidade livre e a segurança que Kim tem com seu corpo é perturbadora pra muita gente. Como se ser mãe e sair nua na revista fosse a prova de que você não sabe criar uma filha. Pariu, tem que virar Virgem Maria. “Se dá valor”, como se ele já não fosse nosso por direto.

Quer dizer que depois que você é mãe perde sua sexualidade, perde o direito de ser você mesma, de ser um indivíduo? Kim nunca exibiu tanto seu corpo como depois de ser mãe. E quanto mais os puritanos apontam o dedo pra ela, mais nua e linda e dona do seu corpo ela fica. Se isso não é empoderamento, eu não sei o que é. Aliás eu acho que a Kim teve um papel muito importante para várias garotas e ela mesma, nem sabe disso. Ela nem imagina o quanto ver o seu corpo cheio de curvas, saber o quanto ela tá sempre na luta com a balança, ter acompanhado que ela não foi nenhuma grávidinha perfeita de Hollywood e ficou sim, enorme e com pés inchados faz dela, real. Faz a autoestima de todas nós aumentar. Kim é linda, mas está longe de ser o padrão da mídia. A gente consegue se identificar, se inspirar e o mais importante: Ela faz a gente se arriscar e ousar toda vez que ela usa tudo que todo livro de regra de moda diz que uma baixinha, de quadril largo e peitos gigantes não pode usar.

gws-kardashian-para-cea

Kim virou referência de moda e tava demorando para uma marca chamar ela para assinar uma coleção. E foi isso que a C&A fez! E eu já tô aqui, morrendo de ansiedade porque ela influencia muito meu estilo. Mas a gente ainda não sabe muita coisa. Só que ela estará em solo brasileiro dia 11 de maio e que a coleção será um reflexo do seu guarda-roupa e lifestyle. Como os looks da Kim são bem específicos já dá para ter uma vaga ideia do que vai rolar (eu acho) e fiz minha listinha de 6 apostas:

gws-kim-kardashian-cea-cores-neutras

1) Cores neutras e sem estampas

Um dos motivos que amo Kim: Ela não usa estampa e nem nada super mega colorido. Amo isso, me identifico e tô apostando que a coleção vai ser assim com muito nude, preto, branco e cinza <3 com recortes interessantes e transparências. E claro, muitas peças básicas como t-shirts.

gws-kim-kardashian-cea-saia-midi-top

2) Conjunto Saia lápis midi + Top

Uma combinação clássica de Kim! Tenho certeza que vai rolar pelo menos um “conjuntinho” desse de saia midi cintura alta e top.

gws-kim-kardashian-cea-couro

3) Couro

Acho que vai rolar uma saia (também lápis midi), um vestido bem sexy e uma jaqueta, no mínimo.

gws-kim-kardashian-cea-alfaiataria

4) Alfaiataria 

Tô rezando para ter vestido tipo Blazer da Balmain que ela tem usado! Mas acho que vamos ter várias peças de alfaiataria e um blazer estruturado com ombro marcado e botões grandes.

gws-kim-kardashian-cea-jeans

5) Jeans

Ela nem é de usar muito jeans, mas como é uma das coisas que mais vendem acho que ela vai criar umas pecinhas. Certeza que vai rolar saia lápis midi jeans clara detonada, blusão jeans e uma calça Extreme Ripped Jeans.

gws-kim-kardashian-cea-acessórios

6) Acessórios

Kim não é muito de usar colares, brincos, anéis… então estou bem curiosa para saber como serão os acessórios. Mas tenho uma certeza: Sapatos! Acho que vai rolar alguma bota over the knee, alguma sandália de tira única na frente e tira no tornozelo e claro, o scarpin que é um clássico dela, então é certeza que vai rolar.

E vocês? O que acham que vai rolar com certeza?

E só para terminar esse post, sempre bom lembrar: Independentemente de quanto você despreza Kim, Khloe, Kris, Kourtney, Kendall, Kylie, e quem mais comece com K, não muda o fato  que elas são sim, puro #GirlPower.

Curtiu o post? Que tal dar uma forcinha e ajudar a gente a divulgar o GWS? Dá um like, compartilha, um tuite também vale! :)

Ah, e pra saber mais do nosso universo encantado, é só seguir a gente nas redes sociais:

Instagram // Twitter // Facebook // Tumblr // Newsletter do GWS

assinatura_NUTA

Publicado em 1 comentário

5 perfis no Pinterest lindos e inspiradores para seguir já!

Sou super apaixonada pelo Tumblr! Tanto que já rolaram por aqui, três posts com indicações para seguir por lá. Mas de uns tempos pra cá, comecei a usar o Pinterest mais como uma forma de organizar em “gavetinhas” coisas que eu quero consultar depois. Pra quem ainda não conhece, a rede é baseada no compartilhamento de conteúdo. O Pinterest pra mim é como o Tumblr, só que separado por temas. No site tem fotos e vídeos que você pode curtir, comentar ou compartilhar. Os conteúdos compartilhados são chamados de “pins“. Você pode dar like, comentar ou dar um repin (compartilhar com os seus seguidores). Na hora de dar um repin você pode criar um board para organizar o conteúdo da maneira que preferir. Os boards servem para separar as imagens pelos assuntos que você gosta e esse é o grande diferencial do Pinterest, as gavetinhas como eu gosto de chamar.

O público do Pinterest também é um pouco diferente da galera do tumblr. No Pinterest você encontra mais D.I.Y, mais tutoriais e também mais imagens inspiradoras. Não sou usuária mega ativa como sou do Tumblr, mas devemos reconhecer que existem uns perfis bem legais pra seguir por lá. Então se você é fã de Pinterest, ou quer começar a usar, pega essas dicas!

Lívia Facirolli

Captura de Tela 2015-01-30 às 14.16.43

O perfil da Lívia, do blog Glamour Paraguaio (parado desde 2013, uma pena porque era maravilhoso!) é um dos mais lindos do Pinterest na minha opinião! Amo a visão de moda e estilo de vida dela e o equilíbrio perfeito do chic com o rock’n’roll. Perfeito para quem quer procurar imagens inspiradoras de moda, beleza, decoração e pessoas interessantes. Tem que seguir!

– The Beauty Department – 

Captura de Tela 2015-01-30 às 14.30.43

O The Beauty department é um dos perfis do Pinterest mais famosos. Assim como no site, você encontra muitos tutoriais e dicas de beleza. Maquiagem, cabelos, produtos, unhas e até alimentação. É muito bom e cheio de utilidades! Vale super seguir.

– Dazed – 

Captura de Tela 2015-01-30 às 14.40.25

Eu amo a revista inglesa Dazed! Acho que eles falam de moda e cultura pop de um jeito tão não óbvio. Fora que as capas das revistas são sempre incríveis! No Pinterest deles vocês vão encontrar muita moda, música, backstage e imagens inspiracionais. Tudo claro, do jeitinho Dazed de ser. Segue agora!

– Julie Mrqs –

Captura de Tela 2015-01-30 às 14.46.38

Eu já falai da Julie aqui, no post que eu fiz sobre bordado riot. Acho que ela nem sabe disso, mas é uma das pessoas que me inspiram. Fico sempre de olho no que ela anda ouvindo, nas imagens que compartilha, porque acho ela uma garota incrível. O Pinterest dela também é, segue aí!

– Verena Figueiredo – 

Captura de Tela 2015-01-30 às 15.06.05

É outra garota que me inspira muito e acho que nem sabe! Verena é linda, gente boa pra caramba e tem um bom gosto ímpar. O Pinterst dela reflete tudo isso. Tem muita inspiração, moda e cultura pop pra (re) pinar muito!

Ah! Eu e Carol Guido também temos Pinterest. O meu não é muito incrível não, uso mais para organizar umas coisas e consultar depois, mas o da Carol é bem legal! E vocês, tem Pinterest? Se sim, deixem aí nos comentários pra gente seguir. Vale dar dicas de outros perfis legais também!

assinatura_NUTA

Publicado em Deixe um comentário

5 Filmes pra você assistir na noite de Natal

Ah gente, eu não sei se sou uma pessoa muito sonhadora ou o quê, mas eu sou apaixonada pelo Natal. Sei que pode ser só uma invenção do capitalismo selvagem ou algo que envolve questões de imposição religiosa, mas sei lá, eu me permito não pensar em nada nesta época do ano.

Sou totalmente entregue ao Papai Noel, luzinhas, presentes, amor, celebrar o nascimento de Jesus, comer muito, ouvir “Snowed In” do Hanson e passar a noite do dia 24 assistindo filmes natalinos.

Este último, aliás, é um dos meus passatempos prediletos. Por isso, separei 5 filmes que estão entre os preferidos de nós 3 pra esta data. Temos certeza que vocês também vão curtir algum. Quem sabe não vira um ritual pra madrugada de vocês também?

 filmes-pro-natal

Milagre na Rua 34

Quando tava falando sobre este post com a Marie, o primeiro filme que ela comentou foi este. Também, pudera, né? Tem como não lembrar com muito carinho da Sessão da Tarde e da nossa infância com “Milagre na Rua 34”? Filme muito fofo, cheio de “magia do Natal” e com uma mensagem tão lindinha no final! hahaha (como todos desta lista, claro).

httpv://youtu.be/fd5-4i_pjpo

Como o Grinch Roubou o Natal

Este não poderia faltar de jeito nenhum. O Grinch é a cara do GWS e faz parte do ritual de Natal da Nuta desde a infância. Ela assiste todo ano este filme na madrugada do dia 24 e já sabe até as falas de cór.

O Grinch é uma espécie de monstrinho que odiava o Natal e resolve criar um plano para acabar com estas celebrações de uma vez por todas! (Ahhh nãooo hahaha). Ele é um dos personagens mais conhecidos do Dr Seuss (o cara é incrível, dê um Google se você ainda não conhece).

httpv://youtu.be/KxE0Y2XMaF4

Esqueceram de Mim

Já falei sobre este filme no post da semana passada do John Huges, mas não dava pra fazer uma lista de filmes de Natal e não incluir “Esqueceram de Mim”.

Mais um que marcou a infância de muita gente, com Macaulay Culkin ainda criança. A história é cheia de lembranças boas e cenas clássicas dos anos 90, com o Kenvin, personagem principal, tendo que lidar com a casa sozinho e com os dois ladrões que pretendiam roubar a casa dele no Natal.

httpv://youtu.be/xhpYkUCBPo0

Simplesmente Amor

Eu sou derretida por este filme. Ele conta diversas histórias diferentes, mas todas envolvem o amor e suas surpresas. Ah, e todas se passam durante a época de Natal, claro.

Eu sei que muita gente acha este filme muito bobo e tals. Mas eu amo muito. Já vi umas 10 vezes e choro toda vez. haha

 httpv://youtu.be/OSC4dEh0NHw

O Estranho Mundo de Jack

Acreditam que eu nunca vi este? Tim Burton me perdoe, este ano vou compensar esta falha!

O filme conta a história de Jack, o rei do Halloween, que decide incorporar e espalhar a magia do Natal por aí, mas a missão acaba dando muito errado, correndo o risco de arruinar o Natal de todo o mundo! (Tadinhooooo!).

Este filme é uma mega obra prima do stop motion e é uma das grandes referências do cinema. Tenho que ver. E se você ainda não assistiu, tamos juntos na missão dia 24?

httpv://youtu.be/LuvdeINbNhM

Se faltou algum filme de Natal que você ama, coloca aí nos comentários! Vamos adorar saber e engordar esta lista!

Curtiu o post? Que tal dar uma forcinha e ajudar a gente a divulgar o GWS? Dá um like, compartilha, um tuite também vale! :)

Ah, e pra saber mais do nosso universo encantado, é só seguir a gente nas redes sociais:

Instagram // Twitter // Facebook // Tumblr // Newsletter do GWS

 

Publicado em Deixe um comentário

Os filmes do John Hughes que marcaram a minha vida (e provavelmente a sua também!)

Se você viveu sua infância ou adolescência entre os anos 80 e 90, John Hughes com certeza teve alguma influência na sua vida. Mesmo que você não saiba.

Este cara foi responsável por diversos filmes, seja dirigindo ou sendo roteirista, que moldaram a forma que os jovens (xóóófens haha) eram retratados nos cinemas durante estas duas décadas. Ele criou um humor próprio e muito acertado, diálogos altamente reais que a gente conseguia mesmo se relacionar, uma linguagem única e as histórias em si cheias de reflexões maravilhosas sobre a vida. Ferris Buller que o diga.

Como eu ando revendo filmes dele ultimamente, e cada vez que assisto, é ainda mais legal, separei aqui os títulos que acho que vale a pena dar uma atenção. Seja pra conhecer o trabalho do cara, seja pra fazer uma sessão nostalgia, tenho certeza que você não vai se arrepender.

filmes-john-hughesBreakfast Club / Clube dos Cinco

Melhor filme dele na minha opinião. John Hughes escreveu e dirigiu esta história de cinco adolescentes muito diferentes entre si, que tiveram que cumprir um dia de detenção na escola em que estudam e por conta disso tem que passar o dia todo juntos, convivendo com suas diferenças e similaridades que eles nem imaginavam.

Os valores que o filme passa são apenas sensacionais, é algo lindo de se ver.

Por favor se você ainda não conhece, vai asssitir. Mudou minha vida. E tem no Netflix.

 

Ferris Buller`s Day Off / Curtindo a vida adoidado

Páreo duro com “Clube dos Cinco”, este filme também poderia ser considerado o melhor dele. Mais uma vez, Hughes atuou como escritor e diretor.

Em “Curtindo a vida adoidado” o personagem principal, Ferris, consegue ser o cara mais engraçado, carismático, merdeiro, inteligente e reflexivo ever. E isso tudo porque ele tira um dia pra matar aula com a namorada e o melhor amigo em grande estilo.

Acho que todo mundo já viu esse, mas se você não viu, sério. Para de ler agora e vai ver.

 

Home Alone / Esqueceram de mim

Em “Esqueceram de mim” John Hughes foi roteirista e produtor. A ideia pro filme surgiu quando ele tava dirigindo “Quem vê cara não vê coração”, que também é com o MaKaulay Culkin.

Como não se emocionar ao lembrar de Kevin passando loção no rosto e fazendo aquela cara de susto épica? E saltitar de empolgaçnao com ele criando armadilhas pros bandidos? E quase morrer de medo de tudo ir por água abaixo quando ele acaba caindo na mão dos caras?

Apenas faça um favor a você mesmo e reveja este clássico. De preferência na semana do Natal, pra ficar assim, bem completo.

 

Pretty in Pink /A Garota de Rosa Shocking

Mais bobinho que os dois primeiros, mas eu adoro. Conta a história de uma garota que vive um triangulo amoroso entre o melhor amigo e o garoto mais gatinho da escola.

Amo o personagem do melhor amigo, vivido pelo Jon Cryer. E a garota também é bem legal, estilosa, criava as próprias roupas, era bem independente e não ficava tentando mudar a si mesma pra se adequar.

Mas tem a parte cliché, e a atração que ela sente pelo garoto popular. Ainda assim vale muito a pena.

Um detalhe importante: o final não é o que o John Hughes queria que fosse. Então, ele fez uma história similar, com o final que ele queria, que virou filme um ano depois. É o último aqui da lista. ;)

 

Sixteen Candles / Gatinhas e Gatões

É o menos legal desta lista, mas ainda assim eu acho que vale a pena ver. Porque mesmo com o conflito principal sendo fraco (garota normal apaixonada pelo cara mais popular da escola), acho que traz boas reflexões e principalmente críticas.

Você provavelmente vai conseguir notar o machismo gritante em diversas cenas e como elas tinham passado batidas quando vimos ainda adolescentes. Acho este exercício de olhar pra trás bem interessante.

Outra coisa legal é fazer uma analogia com o filme da Emma Stone, “Easy A”. Não dá pra falar muito mais que isso sem soltar spoilers.

E, sei lá, ele arranca umas risadas, dá uma nostalgia boa, essas coisas.

 

Some Kind of Wonderful /Alguém muito especial

É o único destes todos que eu ainda não vi, mas fiquei mega curiosa quando soube que tinha o final que eu queria ter visto em “Pretty in Pink”. Conta a história de um garoto que vive um triangulo amoroso entre a garota mais popular da escola e a melhor amiga dele. Deve ser bem fofo. Alguém já viu?

 

E esta é minha lista! Será que faltou algum? Espero que não! Me contem nos comentários o que vocês acharam dos filmes, se já tiverem assistido. E se não, pelo menos os três primeiros me promete que você vai dar uma chance? Eu ouvi SIM? Ok! hahahaha

PS: A Lully também fez este vídeo sobre o John Hughes que recomendo muito assistir. Ela indica 3 filmes essenciais dele, que estão nesta lista, mas como ela entende muito mais de cinema que eu, não vai ficar repetitivo. ;)

assinatura-Carol_11