Publicado em 6 comentários

(Mais) 5 tatuadoras brasileiras super talentosas que você precisa conhecer

Apesar de eu não ser o que podemos chamar de “garota tatuada”, eu acho a arte e todo o universo da tatuagem muito fascinante. Por isso esse é um assunto recorrente aqui no GWS. Já fiz um post contando a história das tatuagens em garotas onde descobri fatos curiosos, como por exemplo, que os primeiros registros de tatuagem foram de fato encontrados em uma mulher e que uma das primeiras tatuadoras registradas nos Estados Unidos foi Maud Wagner, que já tatuava em 1911 e uma das mais famosas, Mildred Hull, que começou a carreira nos anos 30.

Já fiz uma listinha bem parecida com a que vou fazer aqui hoje, então se você quer conferir só clicar no post: 5 garotas tatuadoras brasileiras super talentosas que você precisa conhecer. Bora para a listinha de hoje?

 

Isabel Bichara

Devo confessar que tenho uma girl crush na Bel. A carioca tem um estilo muito pessoal nos seus desenhos que ela chama de “trashstyle”. Propositalmente tem uma carinha de mal feito e é exatamente isso que dá todo o charme para as tatuagens dela. A pegada dos desenhos fala muito sobre questões femininas, nossa relação com o corpo, autoestima, relacionamentos e claro o lado místico e sagrado que existe dentro de todas nós. Além de tatuadora, Bel também faz artes em aquarela, nanquim e customiza algumas roupas que ficam incríveis. Acha que acabou? De vez em quando ela se inspira e fala sobre amor próprio no instagram e youtube. Vou disfarçar que não tô aqui suspirando por ela!

Site // instagram pessoal // instagram Junk Trash 

 

Kawence

Mais uma carioca pra lista! É difícil classificar a linha do trabalho da Kawence… Consigo perceber traços inspirados na cultura asiática, nouveau, minimalista, old school e até o trashstyle seguido pela Bel. Podemos então dizer que ela faz de tudo um pouco, mas sem perder sua identidade. É fácil reconhecer um desenho feito por ela. Além de tatuar, Kawence também é conhecida pelo seu estilo, cabelos e suas várias tatuagens pelo corpo.

Instagram pessoal // Instagram my chaos inside

 

Isabela Galvão 

A recifense Isabela ou Bella, como é conhecida, é designer e também tatuadora. Seu traço é super delicado, conhecido como “fineline” e seus desenhos quase sempre em tinta preta, às vezes com pequenos toques de cor, são minimalistas, lúdicos e super femininos. Ela usa bastante lettering, desenhos geométricos, orgânicos e simbólicos. Bella também ficou conhecida por suas artes em pratos para decoração com spray e caneta posca. Cada um deles, personalizado com desenhos, letra de música, frases, poemas… Uma versão mais colorida das tatuagens dela. O trabalho dela é de babar!

Instagram

 

Brenda Becker

Brenda é carioca e passeia por vários estilos! Conheci o trabalho dela e me apaixonei quando ela fez vários desenhos super minimalistas e lindos em comemoração aos 20 anos de Harry Potter. Pelo amor da deusa, não dá vontade de fazer todos? Além do minimalista, Brenda também manda muito bem no dotwork (aqueles desenhos pontilhados) e nos desenhos geométricos.

Instagram

 

Ana Abrahão

Por último e ‘jamé’ menos importante, a maravilhosa Ana Abrahão de Brasília! Os desenhos dela parecem MESMO obras de arte. É de uma delicadeza tão grande, uma sensibilidade, um toque de aquarela… Diferente de tudo que já vi, de verdade. Ela estudou artes plásticas e percebemos o quanto isso se reflete nas peles que ela tatua. Se prepara para passar horas no instagram dela só babando!

Site // Instagram 

Curtiram? E vocês? Conhecem outras tatuadoras incríveis? Coloca aí  nos comentários! Vamos divulgar o trabalho de mulheres incríveis!

Publicado em 14 comentários

Dia internacional da mulher: #IndiqueMulheres

0

É inquestionável o quanto o feminismo e as questões em relação a melhora da qualidade de vida da mulher na sociedade tem sido (pelo menos) discutida. A luta pelos direitos sociais, econômicos e a liberdade do corpo da mulher virou pauta não só de blog, mas dos grandes canais de TV e revistas. Que continue assim. Que ninguém nos cale, que nenhuma situação desconfortável ou humilhante seja algo “normal”da vida de uma garota. Vejo, cada dia mais, mulheres cobrando seus direitos do governo, não engolindo sapo de homem folgado, sendo feliz com seus corpos e suas escolhas e, com isso, tenho mais esperanças em relação às mudanças do papel dado para a mulher na nossa sociedade.

Mas não podemos jamais esquecer o mais importante. O mais significativo e o que, de fato, será transformador na historia da mulher: Outras mulheres. Parece fácil, mas observo que na prática, outras mulheres ainda tem dificuldade de apoiar outras. Resolvi escrever esse texto depois de duas situações que vivi semana passada. A primeira, em um consultório de uma médica, hematologista, uma paciente dizia: “Venho na Dr. Márcia porque ela foi muito bem recomendada pelo meu irmão porque, geralmente, prefiro médicos homens. Até meu ginecologista é homem!”, dizia uma mulher, jovem de no máximo 36 anos, em uma sala onde a maioria eram mulheres, com uma secretária mulher e esperando para ser atendida por uma. Provavelmente, porque ela foi muito bem recomendada por um homem, ela falava isso em alto e bom som, ninguém discutiu, questionou. E por um segundo eu imaginei se essa mesma afirmação, tivesse sido feita por um homem, em um ambiente cheio de homens sobre profissionais mulheres. Peço que vocês façam essa mesma reflexão aí.

Três dias depois, em um ponto de ônibus, uma passageira se surpreendeu ao ver que a motorista era mulher. E sem a menor vergonha, ou consciência do que estava falando disse: “A gente ainda estranha ver mulher em profissão de homem, né?”. Profissão de homem? Eu nunca reparei que os motoristas usavam o pênis para dirigir, eu pensei. Mas ela não parou aí. Logo emendou: “Mas não é perigo constante não, né?” e riu.

Eu fiquei incrédula. Aquela mulher sabe, assim como a mulher do consultório, ela sabe o quanto ela – como mulher – seja qual for sua profissão, tem que provar o tempo todo que é capaz. Então por que mulheres ainda desmerecem mulheres? Por que ainda duvidam da capacidade de outras? Não tenho dúvida que é o machismo entranhado nas nossas mentes. Aquela voz que fica gritando no nosso cérebro: “Você é diferente das outras”, “não é coisa de mulher”, “isso só um homem pode resolver”. Somos mulheres, somos vítimas da mesma violência, do mesmo abuso, da mesma falta de confiança e você sabe que você é capaz de tanta coisa e, com certeza, sabe que outras mulheres também.

Nesse dia da mulher, vamos esperar menos da mídia, menos dos homens, menos das revistas. Não que a gente não precise cobrar posicionamento e ação dessas pessoas e veículos, mas eu acredito que toda transformação real, começa dentro da gente. Transforme esse dia mundial das mulheres em um dia para quebrar seus preconceitos com outras mulheres. Aproveite o dia de hoje para fazer o dia de outra mulher melhor. Indique o trabalho de uma mulher, uma empresa de uma mulher, um site de uma mulher. Use hoje, serviços prestados por mulheres. Sabe o #EntrevisteUmaMulher  do Think Olga, #MinhaAmigaSecreta da Ovelha ou até mesmo a nossa #terçasemmake?  Que tal fazer do dia 8 de março o dia oficial para não diminuir outra mulher? Nem por suas escolhas estéticas, nem por suas roupas, nem por sua profissão, escolha sexual ou estilo de vida. Vamos aproveitar o dia 8 de março para mostrar sororidade e real apoio as outras garotas? Vamos fazer do dia de hoje um dia de mulheres, para mulheres.

A proposta do Dia Internacional da Mulher foi iniciada como uma forma de luta. E para começar toda luta, precisamos de aliados. Vamos ser, acima de tudo, aliadas uma das outras. Vamos usar essa data como forma de mostrar que juntas somos mais fortes? E que mulher pode ser o que ela quiser?

Então, quero ver chuva de comentários nesse post indicando mulheres maravilhosas! Vale a médica, escritora, tatuadora, a doceira do seu bairro, a pedreira, engenheira, a arquiteta, taxista, a dona de oficina, a estilista… Vale indicar aquele site ou blog, ou um perfil do instagram se você, considera essas mulheres inspiradoras. Vamos espalhar amor entre nós e, assim, ajudar mulheres a crescerem e serem independentes. Vamos espalhar esse amor pelas redes sociais? Use a hashtag #IndiqueMulheres para que depois a gente faça um post por aqui com algumas das indicações mais legais durante a semana que vem. Se for serviço, não esqueçam de colocar a cidade da mulher indicada e pedir permissão para ela caso divulgue endereço ou telefone celular.

Vamos fazer do dia da mulher, um dia para celebrar e empoderar? #Indiquemulheres 

assinatura_2016_nuta-vasconcellos1

Publicado em Deixe um comentário

5 Garotas tatuadoras brasileiras super talentosas que você precisa conhecer

Eu adoro quando mulheres “invadem” um universo considerado masculino e arrebentam a boca do balão. (Não achei expressão melhor, desculpa) Se engana quem acha que a história de mulheres tatuadas ou mulheres tatuadoras é recente! Eu escrevi um post, A história das tatuagens em garotas e lá eu conto que um dos primeiros registros de tatuagem, foi de fato, em uma mulher e uma das primeiras tatuadoras registradas nos Estados Unidos foi Maud Wagner, que já tatuava em 1911.

Hoje em dia as mulheres estão cada vez maiores do universo da tatuagem. Lá fora temos nomes como Kat Von D, Megan Massacre e russa Valentina Ryabova, que já viraram não só referência de tatuadoras, mas de empresárias. No Brasil, está rolando uma safra muito boa de tatuadoras absurdamente talentosas e com trabalhos super diferentes uma da outra. Vale a pena conhecer e quem sabe, conseguir um horário nas agendas apertadas delas.

thais

Thais Valente

A carioca Thais que pelo que eu saiba é super novinha – acho que ela não tem nem 25 anos –  fez das mandalas com pontilhismo sua especialidade. Ela ficou tão absurdamente conhecida que hoje tem 85k de seguidores no instagram, ano passado anunciou agenda fechada do ano logo no começo de 2014 e esse ano, ela não está agendando nada até abril (pelo menos foi o que ela disse na página do facebook). Ela é especializada em estilos bem únicos como o dotwork e o blackwork, que não são muito comuns no Brasil, talvez seja por conta disso, o grande sucesso dela.

Facebook//Instagram

bru

Bru Simões

Brunella tem 29 anos e há 8 tatua em Vitória/ES. Ela se define como uma gypsy tattooer porque gosta de viajar por aí tatuando. Mas o mais engraçado é que você também sente esse clima “cigano” nos traços dela. Seu estilo é minimalista, lettering e desenhos geométricos, orgânicos e simbólicos. Hoje em dia esse “estilo” ganhou nome, e é conhecido como fineline, que explora o uso de linhas retas, finas e precisas. Sonho em tatuar com ela!

Instagram

BRUM

Maria Fernanda Brum

A mato grossense que mora em São Paulo há mais de 12 anos, Maria Fernanda de 36 anos tem os traços inspirados nos elementos da Belle Époque, Art Déco, cultura asiática, nouveau e old school. O estúdio dela, o Analogic Love, nos Jardins em São Paulo, também é maravilhoso e lá você encontra também mesas, almofadas e quadros com os desenhos dela.

Facebook// Instagram 

Luiza-Fortes

Luiza Fortes

Com 26 anos de idade e tatuando desde os 21, a carioca Luiza Fortes tem seu próprio estúdio,o ART LINE, em Botafogo. Os traços finos, delicados, marcados, degradês, temas femininos e lúdicos são as principais marcas do trabalho dela. Em pouco tempo o seu trabalho já é reconhecido fora do país e ela já tatuou um tempo até na Alemanha.

Facebook// Instagram 

Bruna-Per

Bruna Pereira

As tatuagens da Bruna me parecem tosquinhas (no melhor sentido da palavra) porque é isso que fazem delas únicas, lindas e cool. Os desenhos geralmente são pretos, com pontilhismo e traços finos. Ela atende no estúdio Tattooa que fica em Curitiba. E eu também queria muito um horário na agenda da Bruna!

Facebook// Instagram 

Curtiram? E vocês? Conhecem outras tatuadoras incríveis? Coloca aí  nos comentários!

Curtiu o post? Que tal dar uma forcinha e ajudar a gente a divulgar o GWS? Dá um like, compartilha, um tuite também vale! :)

Ah, e pra saber mais do nosso universo encantado, é só seguir a gente nas redes sociais:

Instagram // Twitter // Facebook // Tumblr // Newsletter do GWS

assinatura_NUTA