Publicado em 2 comentários

5 produtos para manter os lábios hidratados, lindos e sem rachaduras durante o inverno

lábios - ressecados - tratarIlustração: Isabela Gabriel especialmente para esse post

Manter os lábios hidratados é essencial para que eles tenham uma cor bonita e estejam sempre  naturalmente saudáveis. Quando o frio chega é normal que a boca fique pálida, sem graça, sensível e descascando. Mais normal ainda, por conta desse ressecamento, passarmos a língua para umedecê-los, o que dá uma sensação de alívio momentânea, mas a acidez da saliva acaba deixando a área ainda mais sensível.

Manter os lábios sempre bonitos e o mais importante, saudáveis, é possível mesmo durante o inverno. O segredo é simples: Esfoliação, filtro solar e hidratação! Assim, eles ficarão macios e brilhantes, e nada ressecados e sem graça. Eu estou amando alguns produtos no momento (Inclusive, já mostrei todos eles no meu snapchat, segue lá: NUTAGWS) eles estão fazendo milagre para a minha boca, até me livraram de “pelinhas” super insistentes. Então anotem as dicas e colem na listinha de compra de vocês porque tem o selo Nuta de aprovação!

Esfoliando

A pele morta e seca que se acumula em seus lábios pode deixá-los com um aspecto mais pálido do que deveriam. Além disso, essas “pelinhas” incomodam, ardem… Para deixá-los com uma tonalidade avermelhada natural e lisinhos o passo mais importante é esfoliar os lábios para retirar a pele morta e deixar a nova pele aparecer. Eu amo o Popcorn da Lush que nada mais é que uma mistura natural, vegan, de óleo de coco, óleo de jojoba orgânica, açúcar e sal marinho! Ele dura muito e tem um gostinho delícia. Uma arma incrível contra a pele morta, em um potinho super fofo da marca de cosméticos que mais amo na vida. Gosto de usar de 3 a 4 vezes por semana, principalmente como “preparação” nos dias que vou usar algum batom matte. Esfrego o Popcorn com movimentos circulares durante uns 2 minutos e enxáguo!

Se os seus lábios estiverem muito ressecados, uma dica extra é usar uma escova de dentes de cerdas macias. Molhe a escova de dentes com água morna e depois esfregue-a com movimentos circulares. Esfregue cada parte de seus lábios por 20 a 30 segundos. Seus lábios vão ficar novos em folha quando terminar este processo.

Hidrate e proteja seus lábios do sol

Poucas pessoas sabem, mas um dos grandes responsáveis pela pele seca dos lábios é o sol. Exposição solar excessiva pode causar a descoloração dos lábios, ou até mesmo causar manchas escuras. Solução? Sempre, todos os dias, faça chuva ou faça sol, use o hidratante labial com protetor solar. Assim, você resolve dois problemas com um só produto.

Após a esfoliação, aplique sempre um bom protetor labial nutritivo para manter a umidade. Manter os lábios hidratados é essencial para que eles sejam saudáveis. Se os seus lábios secarem, ficarão pálidos. Use um bom protetor labial natural para assegurar que eles nunca sequem. Eu sou uma apaixonada pelos produtos da Profuse da Aché Laboratórios e uso vários. Um dos meus favoritos é sem dúvidas o Hidradeep, hidratante labial de alta proteção, FPS 30. Anda sempre na minha bolsa e passo o tempo todo. Tem complexo de manteigas e ceras vegetais com alto poder hidratante, restabelecendo a barreira da pele e reduzindo o desconforto provocado pelo ressecamento. É hipoalergênico, resistente a água, sem fragrância, sem sabor, sem brilho e não deixa os lábios “melecados”, nem parece que você passou nada. Arrisco dizer que é o melhor hidratante labial com protetor solar que já usei. Recomendo demais! Essa é a minha escolha para o dia a dia, pra andar na bolsa e principalmente para reaplicar o tempo todo.

Hidratação noturna

Como eu disse, o Hidradeep é minha escolha diurna. De noite, para dormir, gosto de usar algo que me dê a impressão que criei uma barreira protetora! Então faz parte da minha rotina antes de ir para cama usar o clássico Ceralip La Roche Posay para manter a hidratação e manter os lábios com uma cor saudável, sem rachaduras e descamação. É especialmente importante quando o ar estiver seco e frio. É sagrado, todo dia antes de dormir, faço uma camada caprichada do Ceralip, que segundo a La Roche, tem lipídios que ajudam a regenerar a pele dos lábios. Quando você aplica, fica aquela aparência de gloss transparente, por isso não é exatamente o melhor tipo de balm para passar antes do batom, um dos motivos que prefiro deixá-lo para passar a noite.

Para casos extremos

Tem épocas que a coisa sai do controle, né? No meu caso, tem vezes que meus lábios racham tanto, que chegam a sangrar de leve. Devo agradecer de joelhos a minha dermato maravilhosa, Camila Petrilli  por me apresentar o Cicaplast Baume La Roche Posay porque ele não é só perfeito para socorrer os lábios em casos extremos, mas é perfeito para qualquer área ressecada ou sensível. Como vocês já devem saber, eu tenho rosácea e nos dias que como pimenta ou tomo vinho por exemplo, a vermelhidão das maças do rosto sempre atacam! Passo um pouco de Cicaplast e pronto! A pele acalma na hora. Ontem eu tive uma crise de alergia super forte. Hoje meu nariz acordou todo irritado e descascando. Passei o dia aplicando o Cicaplast no nariz e agora de noite, já está normal. É realmente milagroso. Irritações, descamações, pequenos machucados, coceiras, picadas de insetos, assaduras… serve pra tudo! Agora criaram o Cicaplast lábios, específico para a boca, mas ainda não experimentei. Mas certeza que deve ser maravilhoso. Obrigada, Dra. Camila.

Volume e cor natural

Agora que você já sabe como esfoliar, proteger do sol, hidratar e até salvar em casos de emergência, qual o problema de ter uma dica mais frescurinha, né? Sabe aquela dica de vó que diz que beliscar as bochechas faz com que elas se tornem rosadas? Do mesmo modo, aumentar a circulação nos lábios os deixarão com uma cor vermelha natural, além de ficarem mais bonitos e volumosos. Mas calma! Não precisa beliscar a boca! Você pode comprar um produto que ative a circulação e dê um leve volume. Gosto de usar o O-Plump Intuitive Lip Plumper da Smashbox antes de fazer a maquiagem, ou seja, antes de passar o batom que quero usar. Passo, deixo cerca de 1 hora ou mais e tiro o excesso antes de fazer o make. Gosto de usar quando quero uma make leve e uso ele como um gloss. Ele deixa a boca um pouco mais volumosa, com um rosado mais bonito. Na composição, tem goji berry, gengibre, menta, ginkgo biloba e antioxidantes para ativar a circulação. Adoro! Mas existe uma versão caseira muito boa para ajudar a circulação e dar volume leve aos lábios. Anota aí: Misture 1/4 colher de chá de canela ou pimenta caiena com azeite de oliva suficiente para fazer uma pasta. Aplique nos lábios durante cinco minutos e depois enxágue. Pronto!

Curtiram as dicas? O que vocês fazem para manter os lábios bonitos e hidratados? Compartilhem as dicas nos comentários!

— ♥ —

assinatura_2016_nuta-vasconcellos1

Publicado em Deixe um comentário

A volta do Maiô clássico anos 80!

No universo da moda nada é definitivo e, com certeza, tudo é cíclico. O que já foi legal um dia, mesmo se depois foi considerado cafona, pode ter certeza: Vai voltar em algum momento como a tendência mais quente. As grifes adoram repaginar ícones de épocas passadas com uma releitura mais atual e as marcas de beachwear também estão entrando na onda.

gws-maios-anos-80

Para esse verão, a vez é do clássico dos anos 80, popularizados nos anos 90, os maiôs fechados e cavados. Daquele bem igual Pamela Anderson desfilava pelas areias do seriado Baywatch (S.O.S. Malibu, no Brasil), lembra? Naquela época, esse modelo era conhecido como asa-delta e quanto mais cavado, melhor. Ele foi o responsável pela nova onda do instagram chamada thighbrow (fotografar a dobrinha entre as coxas e o quadril) e o Klã kardashian, Selena Gomez, Rihanna e Miley Cyrus já desfilam com os seus por aí. Perfeito também para o pós praia, só colocar um shortinho jeans por cima e pronto! Já está pronta para as ruas.

O modelo está ganhando cada vez mais adeptas e aqui no Brasil, tem muita gente usando e muita marca legal fazendo versões incríveis e atuais desse clássico. Olha aí meus preferidos:

gws-maios-anos-80-ressaca-jeans

– RESSACA JEANS- 

A grife paulista é super novinha mas já faz peças incríveis! Investe no bom humor e no universo alternativo e já está bombando com o modelo “Britney”. Não é incrível? Já estou rezando por um “Kardashian” porque comprarei com certeza! Além de lindo e super original, o modelo vai do P até o GG.

 

gws-maios-anos-80-espaco-61

– ESPAÇO 61- 

A loja recém inaugurada em Brasília é literalmente, o espaço de 3 marcas diferentes, mas com o mesmo conceito. Por lá, tem os maiôs cavados mais incríveis! Liso, estampado, colorido… O branco com a estampa “bad chick” é com certeza meu favorito. Vale conferir! Aliás não só os maiôs, como todas as peças da loja. Fico babando no instagram!

gws-maios-anos-80-BRUNA-MALUCELLI

-BRUNA MALUCELLI- 

Os modelos da designer Bruna Malucelli tem diferencial. A possibilidade de ter um maiô personalizado com o seu nome. O modelo se chama “Bay My Name” e você pode escolher diferentes cores da peça e da letra. Legal, né?

gws-maios-anos-80-787-shirts

– 787 shirts –

A marca tem como carro chefe t-shirts bem humoradas, mas também estão investido nos maiôs vibe 80’s. Pelo amor da Deusa, manda pra cá agora um Gothic Queen!

Curtiram? Usariam? Contem pra gente!

Curtiu o post? Que tal dar uma forcinha e ajudar a gente a divulgar o GWS? Dá um like, compartilha, um tuite também vale! :)

Ah, e pra saber mais do nosso universo encantado, é só seguir a gente nas redes sociais:

Instagram // Twitter // Facebook // Tumblr // Newsletter do GWS

assinatura-Nuta_2

Publicado em Deixe um comentário

Quer consumir moda de um jeito mais consciente? A gente te conta como começar

Por Letícia Santos e Carol Fajardo, da Estilo Domingo

Você já leu por aí, inclusive aqui no GWS sobre consumo consciente. Um dos conceitos básicos é raciocinar: É impossível uma roupa custar US$ 2 e ter sido produzida sem algum tipo de exploração no meio do caminho. O assunto tá fervendo, ainda bem! Mas torcemos para que você vá além e não fique só na leitura e na conversa. Torcemos para que você dê um passo a mais e comece, ainda que devagarzinho, a pensar naquilo que consome, que compra, que coloca por cima de seu corpo e dentro da sua casa.gws-consumo-consciente-aspas

Porque a real é essa, a indústria da moda – do jeito que funciona agora – pode ser muito ruim para muita gente. Desde o trabalhador escravo, até o impacto no meio ambiente e mesmo a fissura que a gente tem por comprar mais e mais e sempre achar que não é suficiente e querer ter mais, e querer competir com o coleguinha para ver quem tem mais, quem pagou mais caro, quem usa a última tendência, quem é fashion, quem é mais descolada… Aí a gente começa a viver em torno dessa competição, dessa loucura de compras, começa a trabalhar mais para comprar mais.

Vamos parar para pensar? Qual a diferença significativa traz para a nossa vida querer ser mais fashion que uma amiga? Ou comprar algo só para exibir nas redes sociais? Ou usar uma bolsa de vários milhares de realidades e se endividar? Nenhuma, minha gente. A bolsa não toma cerveja com a gente! A bolsa não te dá super poderes! E a competição vazia só traz coisas bad vibes para quem se engaja nela. É melhor ser parceira do que rival, não é? E likes no instagram não resolvem nossas questões da vida real. Por isso defendemos com unhas e dentes o consumo consciente. Porque além de fazer pressão nessa indústria para uma mudança, esse pensamento também muda positivamente a vida de muita gente. Nossas mudanças passam a criar pequenas mudancinhas no mundo que, juntas, começam a fazer diferença. Consumir desse novo jeito é a gente começar a revolução que a gente quer para o mundo. É fácil? Não, não é fácil.

gws-consumo-consciente-estilo-domingo

Mas antes de continuar o post, melhor a gente se apresentar: Somos Letícia e Carol e trabalhamos como consultoras de estilo com foco em autoestima e consumo consciente na Estilo Domingo e lidamos diariamente com a dificuldade de algumas das nossas clientes em entender a importância de consumir de uma forma diferente. A gente mostra uma bermuda de algodão, feita à mão, de uma loja slow fashion, confortável e bem acabada e… A cliente ainda insiste na similar da loja de departamento. E isso é normal e nosso trabalho é justamente ajudar nessa questão. Garantimos que dá muito mais emoção juntar uma grana para comprar uma peça que é mais cara, mas que você pega direto da mão de quem fez, com carinho, num tempo normal de trabalho, sem pressões absurdas de venda, com materiais sustentáveis, de fibras orgânicas que são fresquinhas e que vão durar mais no armário. Garantimos a mesma emoção de passear por aí com uma peça na pele que é “cruelty-free” – não maltratou bichinhos nem humanos, nem meio-ambiente. São novos tempos e precisamos de novas formas de consumir.

Se você tá querendo começar e não sabe como, onde comprar, o que tem de legal por aí, preparamos algumas dicas de atitudes e marcas bacanas para começar as consumir melhor. Confere aí:

 1 – Compre menos

Comprar não é existir/ser! A gente não precisa de tudo que compramos – muitas vezes nem damos conta de usar tudo o que temos. E vamos ser sinceras? Aquela sensação maravilhosa depois de comprar uma peça nova só pelo prazer das compras ou porque estava em liquidação dura quanto tempo? Algumas horas no máximo.

2Valorize o trabalho local

Quando for comprar, prefira produções pequenas, produções locais, tecidos naturais (orgânicos, se puder). Busque peças com maior qualidade para que durem bastante no armário e não precisem ser repostas tão rápido. Procure conhecer artesãos, grupos e feiras do tipo “compro de quem faz”. Você prefere dar seu dinheiro suado para o empresário-super-rico-que-paga-mal-quem-faz-a-roupa ou investir um pouco mais naquele artesão do seu bairro, com quem você vai conversar, olhar no olho, saber como ele fez a peça? Além disso, em tempos de crise, uma forma de ajudar seu país é comprando local.

3 – Cuide do que você já tem

Importantíssimo cuidar do que a gente já tem, do que vai ser colado na nossa pele e mostra para todo mundo um pouco do que a gente é. Leia as instruções de lavagem, pendure direitinho, pesquise como tirar manchas, tenha uma costureira parceira para pequenos ajustes. Dica de ouro: Lave menos! Uma calça jeans pode ser usada em torno de 10 vezes antes de ser lavada (a não ser que tenha sujeiras aparentes), sabia? As peças vão durar mais e em melhor estado. E de quebra, você ajuda na economia da água.

4 – Reaproveite e reforme

Vá a brechós, feiras de troca, mande reformar, use a criatividade para criar novos looks com peças antigas. E venda, revenda e troque suas peças também! Se uma peça nova de uma marca com produção slow fashion está muito cara para o seu bolso agora, quem sabe você não encontra algo parecido em um  brechó? Trocar roupas com as amigas também é uma forma incrível de reformar o seu guarda-roupa e o delas.

5 – Pesquise e converse sobre o assunto com os amigos!

Influenciar alguém a ter uma atitude bacana é importante para ir disseminando mudanças por aí.

6 – Comprar e ter menos

Essa atitude garante mais tempo para coisas que importam mais nas nossas vidas. E ajuda a ter uma vida mais organizada, sabia? Quanto mais COISA a gente TEM, mais espaço a gente tem que TER só para guardar essas coisas, mais tempo a gente passa arrumando e mais frustração a gente sente na hora de escolher um look e perceber que “não temos nada pra usar”. Ter um guarda-roupa mais enxuto é mais saudável, prático e fácil de compor.

 7 – Entenda a produção das peças

Pergunte em suas lojas favoritas como funciona a cadeia de produção das peças deles. Pressionem, demandem, digam que querem tudo explicadinho. Tá cheio de marcas grandes que já sacaram a vontade do consumidor de ser mais consciente e criaram estratégias de marketing para se vender mais “verde”. Tente certificar que a marca está dizendo a verdade.

Agora, a gente dá pra vocês o caminho das pedras! Marcas com propostas lindas para você ir entrando no clima, pesquisar e considerar virar cliente:

gws-consumo-consciente-Gabriela-Mazepa-

Gabriela Mazepa 

A moça trabalha com o conceito de ‘re-roupa’: reforma peças, e ressignifica roupas, usando tecidos de qualidade que seriam descartados. Ela ainda dá vários workshops e cursos para quem quiser aprender a fazer isso em casa.

gws-consumo-consciente-Flavia-Aranha

Flavia Aranha

A estilista trabalha em duas frentes: peças atemporais (nada de última tendencinha) que vão viver muitas estações no seu armário e tecidos (algodão e linho) e corantes naturais. Tudo produzido artesanalmente. E tudo lindo, numa loja charmosa na Vila Madelena em São Paulo.

gws-consumo-consciente-Maria-Tangerina

Maria Tangerina

A marca de bolsas e mochilas fofas produz suas peças em parceria com uma ONG paulistana e só utiliza matéria prima brasileira. E tudo isso tá explicadinho em detalhes no site da marca.

gws-consumo-consciente-Catarina-Mina

Catarina Mina

Uma marca com as bolsas de crochê mais lindas que você já viu e que criou o movimento #umaconversasincera, em que expõe todo o custo de cada uma de suas peças. Na loja virtual, há uma linha de bolsas concebida inteiramente por suas crocheteiras – e elas recebem todo o lucro pela peça. Ou seja, as artesãs que trabalham com a Catarina Mina são bem mais que apenas funcionárias.

gws-consumo-consciente-Svetlana

Svetlana

A marca carioca une a filosofia vegan e técnicas sustentáveis em sua produção de peças. Nada de bichinhos envolvidos e peças em neoprene de cair o queixo. Não tem loja física, mas é fácil encontrá-la em diversos bazares cariocas.

gws-consumo-consciente-Señorita-Galante-

Señorita Galante

Roupas feitas à mão, em tricô e crochês incríveis, com pontos e lã gigantes. Tudo feito por Anna Galante, que criou a marca. Ela também participa da campanha Laços Unidos Contra o Frio, que produz mantas de tricô e crochê para doação no inverno. Vale conhecer, mesmo!

gws-consumo-consciente-Luiza-Perea-

Luiza Perea

Sapatos feitos à mão e foco nos saltos baixos. Sabe aquele sapato lindo e confortável? A lojinha fica na Vila Madalena em São Paulo, mas podem ser enviados para todo o Brasil.

gws-consumo-consciente-Honey-Pie

Honey Pie

A marca paulista trabalha com ateliê próprio, equipe pequena e produção idem. Todos os tecidos e materiais são nacionais, assim como a mão de obra. A marca não trabalha com coleção e cria de acordo com o desejo da estilista. Uma das características mais legais da marca é que se você não encontrar seu tamanho na loja, pode pedir para confeccionarem especialmente pra você. Sabe quem ama e usa? A Pitty Leone!

Se você ainda tiver dúvidas de como começar, pode contar com a ajuda de uma consultora de estilo com foco em consumo consciente. Nós, da Estilo Domingo, trabalhamos dessa forma: foco em autoestima e no consumo consciente. Você vai aprender a se amar e a amar as roupas que você já tem. Vamos ensinar o passo-a-passo da compra inteligente para que você passe a consumir de um jeito diferente, consciente e só quando precisar de verdade. Para que você se olhe com carinho no espelho e mude completamente sua relação com roupas e compras. Quer saber mais? Entra no nosso site www.estilodomingo.com.br e curte a gente no facebook!

Curtiu o post? Que tal dar uma forcinha e ajudar a gente a divulgar o GWS? Dá um like, compartilha, um tuite também vale! :)

Ah, e pra saber mais do nosso universo encantado, é só seguir a gente nas redes sociais:

Instagram // Twitter // Facebook // Tumblr // Newsletter do GWS

assinatura-carol-e-leticia

Publicado em Deixe um comentário

Conheça a F.A.T. – For All Types a marca de lingerie e moda praia para todos os tamanhos, mesmo!

Eu gosto muito de perceber como a cada dia que passa, o GWS cumpre mais o seu papel: Divulgar e  incentivar o trabalho de garotas! Quero que todas vocês saibam que o blog é sempre, um espaço aberto para vocês divulgarem seus talentos. Que aqui, sempre vamos dar destaque para quem faz, quem produz, seja o que for! Cosméticos, roupas, acessórios, objetos de decoração, alimentação… Comecei aqui tem pouco tempo a tag novos designers para dar esse espaço para vocês e divulgar tudo que a gente realmente amou. Então se a gente ainda não “te encontrou” e você quer apresentar seus produtos, ou enviar algo pra gente testar, manda e-mail pra gente conversar! [email protected]

A super talentosa, girl power do dia é a curitibana de 21 anos, Bee Reis, dona da marca F.A.T – For All Types, especializada em moda praia e lingerie para todos os tipos de garotas. A F.A.T é uma marca super novinha – Entrou em atividade em junho desse ano – Mas já está fazendo barulho nas redes sociais. Pelo simples fato que além da ideia ser muito, muito boa (e necessária), os modelos pensados pela Bee, todos em materiais como lycra e renda, são absurdamente lindos!

F.A.T

A ideia da marca começou quando a Bee se envolveu com o ativismo gordo: “Sempre, como pessoa gorda, vi o grande problema que era para encontrar roupas, não só grandes, mas bonitas. Para mim, o mercado plus size é extremamente problemático. Primeiro pelo termo em si. “TAMANHOS MAIORES”. Do que? De quem? Segundo, porque mesmo nessa linha, os tamanhos são extremamente limitados.  A partir do tamanho 50 as opções são bem pequenas e claro, quase nada tem um design realmente bonito. Quando o número passa do 56, fica bem impossível de encontrar peças. O preço também é bem abusivo, na maioria das marcas”. Com tudo isso na cabeça, ela desenvolveu a marca com o conceito que toda grife plus size deveria ter: Todas as opções, para todos os tamanhos. E essa é a ideia da For All Types. Por enquanto, são só lingeries e biquínis, mas o plano é desenvolver roupas também, todas no mesmo esquema: Todos os modelos em todos os tamanhos.

E sinceramente? No momento, uma marca plus, investir em moda praia e lingerie, é até mais importante que roupa. Porque simplesmente é MUITO difícil achar moda íntima e biquínis em tamanho grande. E posso falar? Você nem precisa ser gorda para passar um sufoco para achar um sutiã bonito, confortável e que sirva bem. Basta ter os seios grandes! Outro dia mesmo eu e a Marie estávamos conversando sobre isso. O que acontece com essas marcas que fazem sutiãs no máximo até 46 (e olhe lá)? Esse é um dos motivos que a F.A.T está mandando muito bem.

Os sutiãs são super confortáveis, dão suporte, tamanhos grandes de verdade, tem uma sustentação muito boa e tem o sistema costas x busto, ou seja, pessoas com costas menores ou busto menor poderão comprar o sutiã de forma adaptada para seu corpo. As calcinhas são bem macias e confortáveis e os preços são legais, ainda mais comparando com o mercado de moda praia para tamanhos maiores do que 46. Média de R$120 o conjunto, R$80 sutiã e R$30 a calcinha. Também pode ser feito conjunto da forma que a pessoa preferir, e o tamanho da calcinha, pode ser diferente da do sutiã. Vocês podem comprar o conjunto, as peças separadas ou montar seu próprio biquíni. Tudo isso podendo escolher o tamanho de cada parte.

Para as fotos do primeiro catálogo, a própria Bee, modelou: “Eu acabei modelando para as fotos por motivos de praticidade, mas outro ponto da marca é que as modelos sempre serão e terão os corpos mais parecidos possíveis com as clientes. A representação midiática não me contempla, e não contempla ao meu corpo, então isso pra mim também é um ponto importante na marca”.

Bee, se precisar de modelos, estamos aí! hahaha

Tá apaixonada pelas peças? O site da marca entra no ar hoje! Dia 16/07, em esquema de PRÉ VENDA.

Pra seguir a F.A.T nas redes sociais:

Site: www.foralltypes.com.br

Facebook: www.facebook.com/foralltypes

Twitter: www.twitter.com/foralltypes

Instagram: www.instagram.com/foralltypes

Curtiu o post? Que tal dar uma forcinha e ajudar a gente a divulgar o GWS? Dá um like, compartilha, um tuite também vale! :)

Ah, e pra saber mais do nosso universo encantado, é só seguir a gente nas redes sociais:

Instagram // Twitter // Facebook // Tumblr // Newsletter do GWS

assinatura-Nuta_2